Dicas de Manutenção para os freios do seu carro

Sem dúvida um dos sistemas mais importantes de um carro, é o sistema de freios. O que muita gente não sabe é como fazer para cuidar dele, e nem o que é preciso para tê-lo em ordem, e por isso vamos mostrar o que é mais importante para poder confiar sempre na hora que precisar parar com segurança.

 

É muito importante conhecer ao menos os principais componentes do sistema de freios, para acompanhar o desgaste e realizar a manutenção preventiva, garantindo assim a segurança e evitando gastos desnecessários com mais peças, seja por desgaste irregular ou por sugestões de oficinas.

As partes que merecem mais atenção do sistema de freios são as partes móveis, que são os discos e as pastilhas, além do fluido, que é responsável por preencher o sistema e realizar o trabalho de cada componente após o comando enviado pelo motorista. Em carros que ainda utilizam freios com sistema a tambor na traseira, também é importante verificar as lonas e se há algum vazamento de fluido.

Discos: São as peças móveis do sistema, que giram junto e na mesma velocidade das rodas. Sofrem atrito das pastilhas para que a velocidade seja reduzida. Este atrito, com o passar do tempo, faz com que o disco perca espessura, ficando mais fino. É importante ficar ligado no desgaste dos discos, e substituí-lo quando tiver a espessura reduzida, o que depende muito da forma como é utilizado o sistema de freios. Geralmente a troca de discos é realizada a cada 2 ou 3 trocas de pastilhas. Vale lembrar que caso as pastilhas acabem e risquem os discos, ou então o disco sofra empenamento, poderá ser necessário substituí-lo antes do tempo.

 

Pastilhas: as pastilhas são os componentes mais macios que sofrem atrito na frenagem, responsáveis por reduzir a velocidade dos discos, e consequentemente do veículo. A dureza das pastilhas também influencia na capacidade de frenagem, ruído e desgaste dos discos. Dependendo do composto utilizado nas pastilhas, também há diferença na resistência à temperatura. Veículos esportivos ou de competição, por exemplo, utiliza compostos de cerâmica nas pastilhas, que as torna mais eficazes em frenagens em altas velocidades, além de possuir maior resistência à temperatura. O nível de desgaste das pastilhas deve ser verificado a cada 10 mil km.

 

Fluido de freio: o fluido é um componente muito importante que é esquecido na maioria das vezes. Ele preenche todo o sistema de freio, e é responsável por todos os movimentos, já que é ele que transfere a força empregada no pedal do freio, até chegar nas pinças, que junto com as pastilhas, apertam o disco para reduzir a velocidade. O fluido sofre a ação da temperatura constantemente e deve ser substituído a cada 6 meses, a fim de não ter suas propriedades perdidas, reduzindo a resistência a ferver com temperaturas mais elevadas.

 

É importante saber que mesmo que seu freio apresente comportamento normal no trânsito do uso diário, é bom manter sempre a manutenção em dia, pois em um momento de maior exigência, como uma frenagem de emergência ou em alta velocidade, é onde as falhas aparecem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *